Nascer de novo: quantas maneiras há?

Renascer

“A água
que puseste no teu vinho não pode
mais ser retirada. Porém
tudo se transforma. E recomeçar
é possível mesmo no último suspiro.”

Bertolt Brecht

Nascer, viver, morrer: eis a história natural da humanidade.
xxxxxxNascer porque alguém quis,
xxxxxxviver porque se insiste em querer,
xxxxxxmorrer porque não há alternativa.
xxxxxxxxxxxxEntre o nascer e o morrer, mil renascimentos.
Renascer a cada instante no sorvo lácteo
e no respirar aéreo, sem águas amnióticas.
Renascer para o iluminado mundo multidimensional
pouco a pouco descoberto por olhos surpresos e mãos tateantes.
Renascer para as notas bailarinas
a tecer novas magias sensoriais em forma de acalanto.
Renascer na visão miraculosa das cores,
a enfeitar flores e pássaros e paisagens infinitas.
Renascer para a beleza de todas as artes
na miríade espetacular de novas sensações.
Renascer para a palavra, que encurta a distância entre nós e o outro.
Renascer para a poesia, que encurta a distância
entre o real ilusório e o sonho irrefragável.
Renascer para o conhecimento,
que cria divergentes verdades ontológicas e metafísicas.
Renascer na leitura e na feitura dos livros,
Renascer para as conversões e para as variadas acepções e decepções religiosas.
Renascer no corajoso abandono das convenções inúteis do teatro social.
Renascer para as bonanças depois das tempestades
e para as tempestades depois das calmarias.
xxxxxxxxxxxxRenascer ante o limitadamente conhecido
xxxxxxxxxxxxe o infinitamente misterioso.
Renascer para as descobertas macrocósmicas.
e para o entendimento do infinitesimal.
Renascer em uma ameba unicelular
ou num lago extinto de Marte
onde trilhões de amebas navegaram há milhões de anos.
Renascer numa piscadela de estrela anã
e no brilho intenso de uma supernova
a biguebanguear novos universos.
Renascer na estreiteza do interstício celular
e na largueza do intermúndio celestial.
xxxxxxxxxxxxRenascer mais perto de nós do que imagináramos.
Renascer para os olhos das mulheres eleitas e fugidias
e para o coração das escolhidas.
Renascer nas almas e nos corpos dos filhos
segundo as leis da veraz reencarnação.
Renascer, depois, nos espíritos dos filhos dos filhos
em encarnações multiplicadas
e corpos multifacetados
a espraiar-se nas areias do espaço e do tempo
por todas as gerações das gerações.
Que assim seja.

CletoAssis/set.2011

2 Respostas para “Nascer de novo: quantas maneiras há?

  1. Parabéns !
    Pelo renascimento…
    O mundo é uma poesia…
    O mundo precisa de poesia e prosa.
    “Prosa: palavras na sua melhor ordem;
    Poesia: as melhores palavras na melhor ordem”.
    COLERIDGE. (1772-1850)

  2. Obrigado, Sérgio. Reencontrar amigos é também renascer. Abraço grande.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s