Recesso involuntário

O Banco da Poesia esteve em recesso por mais de um mês. Recesso que seu gerente lamenta profundamente, causado por muitos motivos. Mas nenhum deles aponta para o desinteresse de nossos correntistas e leitores, que continuaram a enviar colaborações e a visitar nosso blog. Os mais longínquos mandaram mensagens preocupadas com possíveis problemas de saúde do administrador, que lhes garantiu estar em perfeita forma física e mental. Agradeço o interesse de todos e prometo que o BP reabre suas portas, com novo layout, prometendo novidades. E maior asiduidade em suas movimentações poéticas, com régia distribuição de dividendos.

3 Respostas para “Recesso involuntário

  1. Bem vindo depois de tão prolongada ausência que já estava a deixar-nos preocupados.
    Um bom regresso cheio de inspiração para que continue a brindar-nos com a já habitual qualidade de todos os textos que aqui aparecem.
    Um abraço grande da sua amiga de sempre
    Vera Lucia

  2. Erly Ricci

    Este banco não cobra nenhuma taxa que não sejam versos e faz muita falta. Não pare!!
    Parir poemas é nossa parte
    caso a alma,
    assim,
    desta maneira,
    destarte

  3. Olá,

    Gostaría de dizer que adoro o site, sempre busco novos artigos e poemas para passar na sala de aula aqui!

    Abraços”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s