Em Portugal, José Dias Egipto pensa no Haiti

Atualidades


O meu irmão Haitiano
gasta tudo o que ganha
na alimentação.
Quando tem o que gastar…

O meu irmão europeu
nem pensa no que gasta
para o pão.
Quando a vida não lhe é madrasta…

Os sonhos de uns fazem-se de amores
e de coisas mesquinhas;
os de outros medem-se em gramas
de arroz e farinhas…

Eu hoje fui ao cinema
e deitei arroz às galinhas…
Ele acordou com um rato
no estômago em chamas…
Eu só quero coisas minhas!…
Ele de arroz, por dia,
só tem vinte e cinco gramas!

José Dias Egipto

2 Respostas para “Em Portugal, José Dias Egipto pensa no Haiti

  1. Cleto, meu camarada! Sem palavras para o poema “À ti, haiti, meu ai”!

  2. caro cleto, “o que a poesia tem a ver com a tragédia do haiti?” é a sua pergunta no email. respondo: ” quando o poeta canta a tristeza do povo e da tragédia, tem apenas um significado a sua poesia: ESPERANÇA! MUITA ESPERANÇA!”
    parabéns por essa mensagem virtual àquele povo.

    grande abraço,

    jb vidal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s