O conhecimento mundial em um clique


Biblioteca Digital Mundial

A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) lançou no último mês de abril a Biblioteca Digital Mundial, que permite consultar gratuitamente pela internet o acervo de grandes bibliotecas e instituições culturais de inúmeros países, entre eles o Brasil.

Dezenas de milhares de livros, imagens, manuscritos, mapas, filmes e gravações de bibliotecas em todo o mundo foram digitalizados e traduzidos em diversas línguas para a abertura do site da Biblioteca Digital da Unesco (www.wdl.org). A nova biblioteca virtual terá sistemas de navegação e busca de documentos em sete línguas, entre elas o português, e oferece obras em várias outras línguas.

O mapa 'Uma descrição moderna e bastante precisa da América', feito por Diego Gutierrez em 1562, está no acervo da BDM (O Globo)

O mapa 'Uma descrição moderna e bastante precisa da América', feito por Diego Gutierrez em 1562, está no acervo da BDM (O Globo)

Entre os documentos, há tesouros culturais como a obra da literatura japonesa O Conde de Genji, do século 11, considerado um dos romances mais antigos do mundo, e também o primeiro mapa que menciona a América, de 1507, realizado pelo monge alemão Martin Waldseemueller e que se encontra na Biblioteca do Congresso estadunidense.

Entre outras preciosidades do novo site estão as primeiras fotografias da América Latina, que integram o acervo da Biblioteca Nacional do Brasil, o maior manuscrito medieval do mundo, conhecido como a Bíblia do Diabo, do século 12, que pertence à Biblioteca Real de Estocolmo, na Suécia, e manuscritos científicos árabes da Biblioteca de Alexandria, no Egito.

Até o momento, o documento mais antigo da Biblioteca Digital da Unesco é uma pintura de oito mil anos com imagens de antílopes ensanguentados, que se encontra na África do Sul.

Manteremos o link da BDM em nossa página de Bibliotecas Digitais de Poesia.

Clique no logo abaixo e veja uma apresentação da BDM no Youtube

20090421_biblioteca_mundial_digital

Biblioteca Digital da Europa

LogoEuropeanaA biblioteca multimidia online da Europa, Europeana, está acessível desde o dia  20 de novembro de 2008. Por meio da Internet, podemos acessar a mais de dois milhões de obras dos 27 Estados-membros da União Europeia. A biblioteca virtual conta com livros, mapas, gravações, fotografias, documentos de arquivo, pinturas e filmes do acervo das bibliotecas nacionais e instituições culturais dos Estados-membros, como, por exemplo, a Carta plana de parte da Costa do Brasil, um mapa de 1784 arquivado em Portugal.

Acessível em todas as línguas da UE, a biblioteca multimidia europeia conta com material fornecido por mais de 1000 organizações culturais de toda a Europa, incluindo Museus, como o Louvre de Paris, que forneceram digitalizações de quadros e objetos das suas coleções.

Segundo a Comissão Europeia, que lançou esta iniciativa em 2005, este é “apenas o começo”, pois a ideia é expandir a biblioteca, envolvendo também o setor privado, e o objetivo é que, em 2010, a Europeana dê acesso a pelo menos dez milhões de obras” representativas da riqueza da diversidade cultural da Europa. Ela terá zonas interativas, principalmente para comunidades com interesses especiais”.

“Com a Europeana, conciliamos a vantagem competitiva da Europa em matéria de tecnologias da comunicação e de redes com a riqueza do nosso patrimônio cultural. Os europeus poderão agora acessar com rapidez e facilidade, num único espaço, os formidáveis recursos das nossas grandes coleções”, comentou o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso.

Segundo dados da Comissão, já no início de seu funcionamento, no ano passado, foram registrados cerca de dez milhões de visitas por hora, o que fez cair o sistema e obrigou seus adminstradores a duplicar imediatamente a capacidade do portal.

Incluímos a Europeana em nossa página de Bibliotecas Digitais de Poesia.

]

Uma resposta para “O conhecimento mundial em um clique

  1. Oi Cleto! Como é bom estar em férias! Dá tempo até para ler os blogs dos amigos e ver o quanto eles são prazeirosos, instrutivos. Adorei a Biblioteca Mundial. Quem diria que o acesso livre aos livros se daria exatamente pela Internet, essa tecnologia considerada a maior inimiga dos livros…
    Hoje vou dedicar minha tarde para ler o teu blog e o do Vidal.
    Um grande abraço e obrigada por nos dedicar gratuitamente teu tempo.
    Marilda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s