Cleto que leu Deborah, que leu Marina…

Deborah O’Lins de Barros (http://mocadeitadanagrama.blogspot.com/)
diz que se inspirou em Marina Colasanti para escrever seus minicontos.
Eu me inspirei em Deborah. Qual gordota inspirou Fernando Botero?

Lia

xxxxDeborah O’Lins de barros

Com medo de lembrar, ela lia. Viajava por histórias diferentes das suas.
Até que um dia, a desatenção a fez cochilar. Dormindo, sonhou com sua
própria história. Acordou arrependida, mas não quis ir a um padre se confessar
só para não ter que lembrar tudo de novo. E voltou para sua eterna leitura.

Botero – Mujer leyendo - 1998 - Óleo sobre tela - 48,26 x 37,46 cm

Botero – Mujer leyendo - 1998 - Óleo sobre tela - 48,26 x 37,46 cm

Lia

xxxxCleto de Assis

Ler e viajar nas leituras. Eis Lia, a ledora. E a Lia por outros lida? Liam-na a
outras lidas, bem menos livrescas, bem mais livres. Liaisons dangereuses.
Liames libidinosos. Estripulias. Depois, melancolias.

Coisas de Lia…

2 Respostas para “Cleto que leu Deborah, que leu Marina…

  1. Olá Cleto!!

    Ficou bem bacana nossa parceria 🙂
    Olha, vou dar um chute. Fernando Botero pode ter se inspirado no Di Cavalcanti… hehe, sei lá, o traço me pareceu familiar 🙂
    um brinde à leitura!!

    abraço,
    Deborah

  2. Deborah
    A esta nossa experiência literária podemos chamá-la, bem apropriadamente, de parce-lia…

    Cleto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s