Mais um percurso curitibano de Marilda Confortin

Curitibar

toulouse-lautrec-at-the-moulin-rouge1

Gosto muito dos bares
às terças e quintas.
Nesses dias,
todos os pares são ímpares.

Aos sábados,
Todos os gatos são pardos
E as gatas, persas.
Si, siamo tutti perduti, gracia Dio!

Segunda é dia de amantes.
Diamantes… até os falsos, são brilhantes.

As quartas são todas de cinzas.
Curitibanos ranzinzas.

Sexta é extensão de expediente.
Gente barulhenta,
fingindo que está se divertindo.

Das feiras da semana
gosto mesmo das de domingo:
Feira de artesanato,
feira de frutos do mar,
feira de livros,
feira livre
pra ficar dormindo.

Marilda Confortin

__________________

Ilustração:
Henri de Toulouse-Lautrec (1864-1901)
No Moulin Rouge, 1893-95
Óleo sobre tela, 123 x 141 cm
Acervo do Instiituto de Arte de Chicago, EUA

Uma resposta para “Mais um percurso curitibano de Marilda Confortin

  1. Pingback: Apelo de Marilda Confortin: PROCURA-SE « Banco da Poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s